top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Unicef recusa contribuição do Behemoth a crianças em situação de vulnerabilidade

Entidade alegou que mensagem da banda não representa os valores que ela prega; grupo busca alternativas




O Behemoth tentou ajudar para crianças carentes, mas a Unicef Polônia e o programa Company With Heart rejeitaram abertamente a oferta monetária. A explicação foi enviada em uma resposta por e-mail aos organizadores da loja virtual da banda. De acordo com os representantes, a mensagem da música e a representação visual dos artistas não condizem com os valores das instituições – mesmo que isso acarrete em deixar pessoas passando por necessidades.



Como explicado pelo Loudwire, tudo começou em julho, quando o grupo colocou à venda ursinhos de pelúcia, garantindo que os lucros seriam revertidos a uma instituição de caridade infantil. O mimo, todo na cor preta, apresenta um X sobre os olhos e a insígnia do Behemoth estampada na barriga com uma etiqueta que diz “100% satânico”. Os primeiros 50 esgotaram quase imediatamente, com outro lote sendo lançado poucas semanas mais tarde.



Atualizando os fãs sobre a iniciativa, a banda lamentou que a doação tenha sido recusada pelo programa Company With Heart da Unicef Polônia. A loja virtual postou uma captura de tela e a tradução do e-mail de resposta, que afirma:

“Muito obrigado pelo seu interesse na nossa organização e pela sua vontade de aderir ao programa Company With Heart. De acordo com o regulamento, cada entidade candidata à participação está sujeita à verificação quanto aos riscos potenciais relacionados ao estabelecimento da cooperação. Infelizmente, gostaríamos de informar que, devido à natureza das mensagens que acompanham os produtos que vocês vendem, não podemos qualificá-lo para participar deste programa específico.”


A webstore respondeu:


“Que vergonha, @unicef @unicefpolska. Estamos totalmente sem palavras. Vocês REALMENTE querem ajudar as crianças? Felizmente, existem algumas outras fundações que aceitarão o dinheiro. Legiões, vocês podem sugerir alguma?”

Em uma postagem de vídeo no Instagram, mostrando manchetes de notícias relacionadas à rejeição da doação, o vocalista e guitarrista Nergal agradeceu a caridade dos fãs, garantindo a todos que o dinheiro ainda será destinado a uma instituição e que os detalhes serão publicados assim que isso acontecer.


Enquanto isso, o baixista Orion comentou no post da loja virtual que anunciava a notícia da rejeição, chamando a Unicef de “patética”.


Sobre o Behemoth


Fundado em 1991, o Behemoth é uma das bandas mais bem-sucedidas das últimas décadas na cena metálica extrema. Na mesma proporção do sucesso, estão as polêmicas em que o frontman Nergal se envolve por conta de sua postura crítica às religiões organizadas – o que só se agrava pelo fato de a Polônia, terra natal do grupo, ser um país onde a igreja católica possui forte influência política e social.







0 comentário

Comments


bottom of page