top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

The Beatles no The Ed Sullivan Show: 5 músicas que mudaram a indústria


Foto: Reprodução/Facebook

 

The Beatles entraram para a história no dia 9 de fevereiro de 1964, ao participarem do programa The Ed Sullivan Show, eles subiram ao palco da CBS Studio 50, em Nova York.


a audiência chegou ao alcance de 73 milhões de lares americanos, cerca de 40% da população americana da época. Foi um acontecimento que influenciou uma geração inteira de jovens de todas as classes sociais, que acompanharam aquela transmissão com olhos e ouvidos atentos e emocionados.


Ao serem apresentados pelo próprio Ed Sullivan, a plateia não podia ser contida, eram somente gritos e choros, quando a banda abriu com a música “All My Loving”, seguida de “Till There Was You” e “She Loves You”. Após uma pausa, continuaram com o magnífico segundo set “I Saw Her Standing There” e “I Want to Hold Your Hand”


Na época, a Newsweek avaliou o desempenho da banda de maneira nada promissora. “Visualmente, eles são um pesadelo: ternos justos, extravagantes, e com os cabelos volumosos em formato de tigela. Musicalmente, eles são quase um desastre: guitarras e baterias tocando uma batida impiedosa que acaba com ritmos secundários, harmonia e melodia”.


A revista ainda continuou criticando as letras das canções, chamando as de imaturas e românticas demais para serem levadas a sério. O resultado acabou sendo o oposto do que a Newsweek desejava: o público ficou maravilhado com aqueles garotos ingleses extravagantes e barulhentos, mas com melodias que não desgrudam dos ouvidos. Surgiam naquele momento uma geração de músicos que seriam diretamente impactados por John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr.


Segundo o músico Tom Petty “Parecia que aquilo era um truque de mágica, uma ilusão. Mas isso era real. Acho que o mundo inteiro estava assistindo naquela noite, sentindo que tudo ao seu redor estava mudando. Era como passar do preto e branco para o colorido. Sério.”


Nas palavras de Gene Simmons, do KISS: “Eu não estaria onde estou, se não fosse pelos Beatles. Estava assistindo ao The Ed Sullivan Show e vi aqueles garotinhos magros, meio andróginos, com cabelos longos. Fiquei surpreso que esses quatro garotos ingleses de Liverpool pudessem fazer aquela música.”


Marky Ramone comentou: “Eu tinha apenas doze anos quando os vi pela primeira vez no Ed Sullivan Show. Estava brincando e quando entrei na sala eles estavam na TV, muito animados, principalmente Ringo, e ele foi o cara que me inspirou a tocar bateria. Ele não era tecnicamente ótimo, mas era extremamente firme e ajudou a me tornar um baterista. E também foram a primeira banda a escrever suas próprias músicas. Fiquei muito impressionado com os Beatles.”




Momento virou filme I Wanna Hold Your Hands

Em 1978, foi lançado o filme I Wanna Hold Your Hands, lançado no Brasil com o título Febre de Juventude, do diretor Robert Zemeckis e produção de Steven Spielberg. O filme, uma mistura de comédia e aventura, narra a jornada de alguns jovens para assistir o tão sonhado show de Ed Sullivan e conhecer os Beatles mais de perto. Uma obra-prima sobre a beatlemania.


 

0 comentário

Comments


bottom of page