top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Sinéad O'Connor mandou filhos ligarem para contador antes de contatarem emergência, caso morresse

A cantora morreu aos 56 anos, mas antes deixou claro o que os filhos deveriam fazer



Em entrevista exclusiva à People, Sinéad O'Connor já havia revelado seus desejos em relação à própria morte. A cantora disse aos filhos que, antes de ligarem para a emergência, eles deveriam entrar em contato com o contador dela.

Olha, quando os artistas morrem, eles são muito mais valiosos do que quando estão vivos. Tupac lançou muito mais álbuns desde a morte dele do que ele jamais conseguiu em vida, então é meio nojento o que as empresas de discos fazem.


O'Connor explicou em 2021 que as instruções serviriam para proteger a arte e o dinheiro produzidos por ela. "É por isso que eu sempre instruí meus filhos desde muito pequenos, 'se a mãe de vocês cair morta amanhã, antes de ligar para a emergência, liguem para meu contador e garantam que as empresas não estão lançando meus álbuns sem dizer onde o dinheiro está," disse a artista.


Morte

Sinéad O'Connor morreu na última quarta-feira, 26, aos 56 anos. Conforme divulgado em nota pela polícia do Reino Unido, a cantora foi encontrada inconsciente em sua casa em Londres e declarada morta no local.


"Os parentes mais próximos foram notificados. A morte não está sendo tratada como suspeita. Um relatório será preparado para o legista", diz o comunicado (via Jornal O Globo).



Conforme comunicado do London Inner South Coroner’s Court (via People) o resultado da autópsia pode demorar "várias semanas" para ser disponibilizado e deve passar antes pelos familiares da artista.


Segundo pessoas próximas a ela, Sinéad enfrentava uma série de problemas de saúde mental. No ano passado, o filho de 17 anos, Shane O'Connor, foi encontrado morto. Ele também passava por um tratamento psiquiátrico.






0 comentário
bottom of page