top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Roger Waters diz que esposa de Gilmour é culpada por ele não conseguir hotel na Argentina



Roger Waters alegou que não tem onde se hospedar em Buenos Aires e Montevidéu, atribuindo isso a um "boicote" organizado pelo "lobby israelense". Waters, que recentemente se apresentou no Brasil como parte de sua turnê de despedida, afirmou que terá que continuar hospedado em São Paulo, pois alega que todos os hotéis em Buenos Aires e Montevidéu foram fechados para ele devido a seu posicionamento político no conflito entre Israel e Palestina.


"Fecharam para mim a cidade de Montevidéu, não tenho lugar para ficar. Vou ter que voar diretamente para lá no dia do show", disse o músico, que conforme já havia sido noticiado pelo jornal argentino Página 12, vinha tendo dificuldades para se hospedar no país devido ao seu posicionamento político envolvendo o conflito entre Israel e Palestina.


"De alguma forma, esse lobby israelense conseguiu convencer todos os hotéis de Buenos Aires e Montevidéu e gerou esse boicote extraordinário baseado em mentiras que contam sobre mim… E sabe de onde vem isso? De Polly Samson, a esposa de David Gilmour. Ela é a única pessoa que já me acusou de misoginia. E pegaram isso e colocaram na minha descrição geral", disse Waters.


O músico também se declarou furioso por não poder se encontrar com José Mujica, ex-presidente uruguaio de quem Waters diz ser amigo, devido ao imprevisto na hospedagem em Montevidéu. "Não tive um único pensamento antissemita durante toda a minha vida. O que eu condeno é o que o governo israelense faz, e vou continuar condenando pois está errado", disse Waters, que também tem apresentações programadas em outros países da América Latina.



0 comentário

Komentarze


bottom of page