top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Paul Di’Anno reprova versão do Ghost para “Phantom of the Opera”

Ex-vocalista do Iron Maiden descreveu, em uma postagem excluída, a versão da banda sueca como uma “porcaria”


Dando sequência à divulgação do EP de covers “Phantomime”, o Ghost lançou mais uma faixa do projeto: uma versão para a música “Phantom of the Opera”, originalmente do Iron Maiden. Nas redes sociais, muitos dos comentários sobre a releitura foram positivos, mas Paul Di’Anno, ex-vocalista da Donzela de Ferro, teve uma opinião contrária.


Perguntado a respeito no Facebook, o cantor, responsável pelos vocais da faixa disponibilizada no álbum homônimo do Maiden em 1980, mandou na lata que não curtiu o cover. Em uma postagem já excluída, ele descreveu a nova versão como uma “porcaria”.


“Todos estão perguntando minha opinião sobre o cover feito pelo Ghost de ‘Phantom of the Opera’. Não importa, mas é uma porcaria.”




Em outro print, compartilhado pelo fã-clube Ghost Brasil, Paul ainda pediu sugestões de músicas do Ghost para ele “estragar” – sugerindo que a banda sueca fez o mesmo com “Phantom of the Opera”.


Paul Di’Anno alivia para o Ghost


Diante da repercussão das publicações, o artista, além de removê-las, se pronunciou. Também no Facebook, disse que não falará novamente sobre o assunto e desejou boa sorte para o Ghost, pedindo apenas para que não mudassem novamente as letras das canções originais.


“Chega de coisas do Ghost, eu já disse que minha opinião não importa, então não me perguntem. Eu tenho coisas mais importantes para pensar, como ficar bem de saúde, então boa sorte para eles, só não mudem a letra.”




No caso, o vocalista Tobias Forge substituiu grande parte dos “você” presentes em “Phantom of The Opera” por “eu”, o que alterou o sentido da música. Compare as duas versões nos players abaixo.




Ghost e “Phantomime”


“Phantomime” traz releituras para “See No Evil” (Television), “Jesus He Knows Me” (Genesis), “Hanging Around” (The Stranglers), “Phantom of the Opera” (Iron Maiden) e “We Don’t Need Another Hero (Thunderdome)” (Tina Turner). A segunda citada saiu como single inaugural e veio acompanhada de um clipe – disponível para visualização apenas no YouTube pela restrição de idade.







0 comentário

Comments


bottom of page