top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Nova biografia de George Harrison revela resposta bem-humorada do músico após ser esfaqueado


Reprodução/YouTube


Uma nova biografia sobre George Harrison foi lançada nesta quarta-feira (24) e o livro escrito por Philip Norman revelou o pensamento bem-humorado que o ex-Beatle teve ao ser esfaqueado 40 vezes por um homem que invadiu sua casa.


A situação aterrorizante aconteceu em 30 de Dezembro de 1999, quando Michael Abram quase matou Harrison. Na hora do ataque, de acordo com reportagem publicada pelo jornal The Independent, o saudoso músico teria pensado na absurdez de estar sendo assassinado na própria casa.


Depois, no entanto, George usou seu tradicional senso de humor sarcástico para comentar o incidente com o filho Dhani, que à época tinha 22 anos e lembrou da fala do pai ao conversar com o biógrafo:

Ele [Abram] não era um ladrão e certamente não tinha vindo fazer um teste para entrar no Traveling Wilburys.

O comentário, claro, foi feito em referência ao supergrupo formado por Harrison ao lado de Bob Dylan, Roy Orbison, Jeff Lynne e Tom Petty em 1988. Você pode relembrar uma das músicas de sucesso do grupo ao final da matéria!



George Harrison foi esfaqueado 40 vezes em 1999


O trecho da obra que leva o nome de George explica que o guitarrista dos Beatles ouviu o som de vidro quebrando e encontrou Abram segurando uma faca e uma espada tirada de uma estátua de pedra de São Jorge e o Dragão que ficava no jardim da residência.


O invasor subiu uma escada correndo na direção de Harrison e, quando ele tentou agarrar a faca, Michael caiu em cima dele e o esfaqueou repetidamente, perfurando seu pulmão e errando por pouco o coração.


A esposa de Harrison, Olivia, conseguiu deter Abram o golpeando na cabeça com uma lâmpada e, posteriormente, a polícia chegou ao local para deter o criminoso, que nunca chegou a ser preso pelo ocorrido, tendo ficado em uma instituição psiquiátrica por menos de três anos.


O artista morreu de câncer em 29 de Novembro de 2001, aos 58 anos, quase dois anos após o encontro com seu agressor.




0 comentário

Comments


bottom of page