top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Missa de sétimo dia de Rita Lee tem transmissão online

Culto ocorre na Paróquia São Pedro e São Paulo, na capital paulista, sendo aberto ao público


A missa de sétimo dia da cantora Rita Lee será realizada nesta terça-feira (16), às 12h30, na Paróquia São Pedro e São Paulo, no parque Alfredo Volpi, na capital paulista. Além de aberta ao público, a cerimônia terá transmissão ao vivo online pelo YouTube (clique aqui para acessar).


A artista faleceu no último dia 8 de maio, aos 75 anos, em decorrência de um câncer pulmonar. Deixa uma obra póstuma, o segundo livro de memórias intitulado “Outra Autobiografia”. A obra será lançada dia 22 desse mês, dia de Santa Rita de Cássia.



Sobre Rita Lee

Nascida em 31 de dezembro de 1947, em São Paulo, Rita Lee Jones sempre fez jus ao título de “rainha do rock brasileiro” – o qual ela revelou considerar “cafona”. Irreverente, provocadora e dona de um talento acima da média para cantar e compor, ela se destacou inicialmente à frente dos Mutantes, uma das mais importantes bandas do país, ainda na década de 60.





O trio, completado por Sérgio Dias e Arnaldo Baptista, surgiu como resultado de alguns grupos adolescentes que foram se unindo e perdendo membros. Com sua formação original, o grupo durou até 1972, quando Rita Lee foi expulsa da banda por Baptista, com quem também havia encerrado um casamento.


Já em carreira solo, nos anos 1970, acompanhada pela banda Tutti-Frutti, Rita Lee continuou em alto nível, lançando hits e álbuns bem-produzidos. Arrumou uma nova parceria na música e na vida na figura de Roberto de Carvalho, com quem se casou e teve três filhos. Junto, o casal compôs e produziu músicas exaustivamente reproduzidas nas rádios e nas trilhas sonoras de novelas também na década de 1980.


A partir dos anos 1990, Rita Lee seguiu sozinha, embora não tenha se separado de Roberto na vida conjugal. Foi um período mais experimental, no qual também celebrou sua carreira até aquele momento em grandes turnês. A cantora se aposentou dos palcos em 2012, passando a viver uma vida reclusa, dedicada à escrita e à causa dos animais, com aparições públicas cada vez mais raras.









0 comentário

Comments


bottom of page