top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Mick Jagger vai a jogo do Barcelona, que perde de virada para o Real Madrid



O vocalista Mick Jagger e o guitarrista Ronnie Wood estiveram no Estádio Olímpico Lluís Companys, neste sábado (28), para acompanhar a partida entre Barcelona e Real Madrid, válida pela 11ª rodada do campeonato espanhol de futebol.


Ambos estavam no local devido a uma ação promocional envolvendo os Rolling Stones, o Spotify e o clube catalão. A plataforma de streaming é uma das patrocinadoras do clube e colocou o logo da banda na camisa da equipe justamente para esta partida. A ideia era divulgar “Hackney Diamonds”, álbum mais recente do grupo, lançado no último dia 20.




Apesar de Jagger ostentar uma curiosa fama de “pé-frio” no futebol, o Barcelona começou vencendo a partida. Aos cinco minutos do primeiro tempo, Gundogan abriu o placar para a equipe da Catalunha.


Porém, o Real Madrid virou o placar durante o segundo tempo. Aos 22 do segundo tempo, Jude Bellingham chutou de longe e empatou a partida. Já nos acréscimos, o meia inglês marcou de novo e sacramentou a vitória do clube merengue.


As redes sociais foram tomadas por brincadeiras em torno do “azar” de Mick ao acompanhar futebol. Houve quem ainda relacionasse o trunfo do Real Madrid aos Beatles, citando a música “Hey Jude”, em referência ao atleta que marcou dois gols.







Mick Jagger e a fama de pé-frio

A fama de “pé-frio” acompanha Mick Jagger desde a Copa do Mundo de 2010, quando seleções eram derrotadas pouco após ele anunciar sua torcida, ou quando ele assistia a determinados jogos “in loco”. Aconteceu com Inglaterra (seu país natal), Estados Unidos, Argentina e Brasil.


Em 2014, a situação se repetiu após ele anunciar torcidas para Inglaterra e Brasil e ter dito, ainda, que Portugal venceria a Copa do Mundo.


A situação voltou a se repetir na Copa de 2018 e envolveu até Galvão Bueno. O narrador fez piada com Jagger supostamente ter torcido para a Bélgica em partida da semifinal contra a França, que acabou vencedora. Um dos filhos do cantor, Lucas Jagger, e a mãe do jovem, Luciana Gimenez, se irritaram com a situação. Luciana declarou:

“Ô Galvão, azarado é você, que deu azar para o Brasil. Ridículo esse bullying com o pai do meu filho! Quem deu azar ao Brasil? Nós temos que parar de culpar os outros e tomar responsabilidades, não é? Cafona.”

Por sua vez, Lucas disse:

“Galvão Bueno, não estamos torcendo pra ninguém, filho. Para de inventar. Eu sou igual você e igual esses que estão aqui. Queria ter assistido o Brasil, mas não deu.”


0 comentário
bottom of page