top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Mayhem tem show cancelado em Brasília após ameaça de prisão a organizadores do evento



Mais uma vez, em meio a acusações de ligação com o neonazismo, um show do Mayhem foi cancelado no Brasil. A banda de Black Metal já estava se preparando para subir ao palco de uma casa de shows em Brasília quando o evento foi interrompido.


Isso já havia acontecido na semana passada em Porto Alegre, mas o cancelamento foi feito com antecedência pela organização do espaço Opinião, diante de protestos de coletivos antifascistas na porta do local.


Já o Toinha Brasil Show, na capital federal, preferiu manter a apresentação do grupo norueguês mesmo após recomendações no sentido contrário do Ministério Público Federal e também do MP do Distrito Federal.


O público já estava no local, e a banda de abertura Denied Redemption já tinha se apresentado quando André Faria, advogado da produtora que trouxe o Mayhem para o Brasil, subiu ao palco para anunciar o cancelamento.


Segundo ele, os organizadores do evento corriam o risco de serem presos caso a banda subisse ao palco (assista ao momento mais abaixo, via Igor Miranda):


Estou dizendo pra vocês com o coração partido, porque além de ser fã da banda, eu batalhei muito. Esses últimos três dias foram de muita luta em todas as instâncias federais, no Tribunal de Justiça do DF, com a Promotoria… e infelizmente é isso que vai acontecer [cancelamento]. A casa vai continuar aberta pra quem quiser ficar. Desculpem e boa noite.

Assista abaixo às declarações de André Faria minutos antes do horário em que o Mayhem subiria ao palco em Brasília.


Entenda as acusações de neonazismo contra o Mayhem

Esses seriam os dois únicos shows do Mayhem no Brasil. A banda, uma das mais renomadas do Black Metal no planeta, tocou normalmente em países como Argentina, Chile e México nas últimas semanas. As próximas datas serão em Israel, Índia e Noruega.


Nesta matéria, explicamos as acusações que o grupo tem sofrido de internautas brasileiros.



0 comentário

Comments


bottom of page