top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Iron Maiden volta à América do Sul em março de 2024, segundo rádio chilena

Informação foi publicada pela estação Futuro, com apuração do fã-clube Maiden Chile; banda excursiona pela Europa com a turnê “The Future Past”


De acordo com a rádio chilena Futuro, o Iron Maiden teria negociado shows na América do Sul para março de 2024. A informação veio do fã-clube Maiden Chile, que já havia publicado a respeito de uma suposta passagem da banda no Brasil no início do ano que vem.


Jorge Ahués, jornalista e administrador de tal página, aponta que o Chile receberá três apresentações da turnê “The Future Past” no mês mencionado. Como divulgado por ele anteriormente, duas delas estariam agendadas na Movistar Arena e a outra no Estádio Nacional.



No momento, a Donzela de Ferro excursiona com o giro em questão pela Europa. A última data anunciada para 2023 é a do festival Power Trip – com o Metallica, Guns N’ Roses, AC/DC, Judas Priest Tool no lineup – em Indio, na Califórnia, marcado para o próximo mês de outubro.


Segundo Ahués, depois dessa performance, o grupo deve dar início à etapa latino-americana da tour no primeiro trimestre de 2024. Em janeiro, ele afirmou que São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e outra cidade brasileira ainda não definida integrariam o itinerário.



Por enquanto, as informações são apenas rumores, já que não há qualquer confirmação oficial.


Iron Maiden no Brasil

A mais recente passagem de Steve Harris e companhia pelo Brasil, em agosto e setembro de 2022, contou com apresentação no Rock in Rio, além de São Paulo, Curitiba e Ribeirão Preto. Todas tiveram ingressos esgotados, com mais de 100 mil pessoas presentes nas datas fora do festival e arrecadação superior a R$ 35 milhões.


A turnê “The Future Past”

O setlist da turnê “The Future Past” tem como principais destaques a inclusão de músicas não tocadas frequentemente e a estreia de “Alexander the Great”, uma das mais pedidas pelos fãs ao longo da carreira do grupo.



Realizado em lugares menores, o espetáculo atual aposta em elementos teatrais trazidos por Bruce Dickinson para dar o clima das novas canções e dos clássicos resgatados dos anos 1980. Em entrevista ao Telegraph, o vocalista afirmou que a experiência de uma arena menor para uma apresentação do Maiden hoje é superior à de um grande estádio.


“Nessa turnê, tomamos deliberadamente a decisão de fazer vários shows em espaços fechados em vez de um grande show aberto, em um estádio. Por quê? A qualidade do show é melhor. Tem um estádio no final da estrada aqui (Praga, Tchéquia) onde tocamos há dois anos, para 40 mil pessoas. Esgotou todos os ingressos, foi ótimo. Duas noites na arena é quase o equivalente, mas é uma experiência melhor.”






0 comentário
bottom of page