top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Gene Simmons diz que precisa dignidade pra saber quando parar



Durante uma participação do último domingo (4) no programa “The Sunday Project” da Austrália, o baixista/vocalista do Kiss, Gene Simmons, comentou a decisão da banda de encerrar sua carreira com dois shows consecutivos no Madison Square Garden, em Nova York, no início de dezembro próximo.



“Em certo momento, a Mãe Natureza assume, não importa quais sejam seus planos. Você precisa ter dignidade e orgulho, mas também o amor e admiração dos fãs para saber quando é hora de parar. Todos já vimos boxeadores que ficam no ringue por tempo demais e já vimos bandas que ficam no palco por tempo demais. O ponto é que a natureza física do que fazemos vai limitar por quanto tempo podemos fazer. Eu não quero estar em uma dessas bandas em que os fãs apenas dizem: ‘Ah, você deveria tê-los visto em 1804, quando estavam realmente arrasando’. Aqui e agora, seja um campeão ou saia do palco. Então vamos parar enquanto estamos no topo. E com gratidão, não sei como verbalizar o quão incrível foi essa jornada, e isso só foi possível graças aos fãs. Sem eles, eu estaria perguntando para a próxima pessoa na fila se ela quer batatas fritas junto.”




O Kiss iniciou sua turnê de despedida em janeiro de 2019, mas foi obrigado a interrompê-la em 2020 devido à pandemia de Covid-19.

A apresentação final da “End Of The Road” estava originalmente programada para encerrar em 17 de julho de 2021, na cidade de Nova York, mas foi prorrogada até o final de 2023.

Quando os concertos no Madison Square Garden foram anunciados no início de março, o guitarrista/vocalista do Kiss, Paul Stanley, disse ao programa “The Howard Stern Show”: “1º e 2 de dezembro é o Madison Square Garden. Esses serão os dois últimos shows da banda. Estamos terminando onde começamos.”






0 comentário

Comments


bottom of page