top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Dream Theater: “somos mais que Progressive Metal”



O Dream Theater é mais que Progressive Metal. Bem, esta é a visão de James LaBrie, vocalista da banda.


Segundo o cantor concedeu uma nova entrevista ao site Revolver e comentou como ele se sente quando vê as pessoas rotularem o Dream Theater como apenas uma banda de Prog.





LaBrie desabafou:


“Eles podem simplesmente dizer: ‘Bem, isso é metal progressivo. estão todos fazendo misturas e são essas músicas muito, muito longas’, E eu fico tipo, ‘Oh meu Deus, Obviamente, você não ouviu nosso álbum’, não tem como ter ouvido todas as diferenças ao longo de cada álbum, todos os estilos que tocamos e ter essa opinião. Não é sobre as músicas épicas. Adoramos tocar épicos e isso se tornou uma grande parte de nossa identidade. Estou extremamente orgulhoso e apoiarei qualquer uma de nossas longas canções, que é como algumas pessoas se referem a elas, mas acho que são feitas de forma brilhante. Não estou tentando soar pomposo e presunçoso. Eu realmente acho que se você vai fazer músicas de 12, 15, 20 minutos e assim por diante, deve haver um propósito por trás disso. Tem que ser uma viagem para o ouvinte. Tem que haver toda uma dinâmica. Então as pessoas vão sair e dizer, ‘Puta merda! Espere um pouco, 25 minutos se passaram?’ Mas, ao mesmo tempo, você tem uma música do DREAM THEATER como ‘I Walk Beside You’. Vamos lá, isso poderia ter tocado no rádio. Isso poderia ter sido, até onde eu sei, uma música do U2. Então é isso que quero dizer, há muitas camadas para nós.”



James LaBrie (vocalista do Dream Theater) diz que a banda é mais do que o metal progressivo




LaBrie conclui:

“quando as pessoas dizem, ‘Oh, o DREAM THEATER é metal progressivo’, eu respondo, ‘Sim, nós somos. Mas nós somos muito mais do que isso.’ E o metal progressivo, acho que descreve quem somos, porque há uma vantagem em nossa música, mas há muito em nós. Há a diversidade e é muito eclético, e puxamos de vários estilos, e acho que isso nos moldou em quem e o que somos.”





0 comentário
bottom of page