top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

David Ellefson diz que saiu do Megadeth por “rancores e ressentimentos”



David Ellefson falou novamente sobre sua saída do Megadeth durante uma recente entrevista. O músico saiu da banda em 2021 após um escândalo sexual.


Durante uma conversa com o site espanhol The Metal Circus, Ellefson disse que não escolheu sair do Megadeth e “claro que não está bravo sobre o passado”. Ele disse ainda se considerar um “embaixador” para o grupo devido a sua longa história como baixista.


“Acho que estou sendo muito respeitoso com isso, apesar de como minha demissão foi tratada”, disse ele [transcrição via Blabbermouth]. “Acho que fui além de ser respeitoso.”


Ellefson disse que ele foi “100%” vítima de uma criminalização injustificada após um encontro virtual dele com uma menor de idade ter sido divulgado e viralizado. Dave Mustaine e Megadeth se separaram de Ellefson logo depois, com Mustaine declarando que nunca mais poderia trabalhar com o baixista. Desde então, Ellefson disse que foi vítima de “pornografia de vingança” e que o Megadeth o chutou para o “lado da estrada”.


“Antes de tudo, tenho direito a uma vida pessoal e não fiz nada a ninguém – ponto final”, disse Ellefson quando perguntado se achava que o que fez era “ruim”. “E isso é apenas o resultado final. E algumas pessoas decidiram realmente me machucar. E eu realmente não quero continuar desenterrando isso, porque agora estamos fazendo exatamente o que estou falando, que não é desenterrar. Nós superamos isso. É o que é, foi o que foi, e certamente me propus a provar o que não era. E esse é o caminho que eu fiz.”


Quanto ao Megadeth, Ellefson disse que está mais feliz agora que se separou da banda e de seu tumultuado relacionamento com Mustaine. O baixista também afirma que “rancores e ressentimentos pessoais” foram a principal motivação por trás de sua expulsão.


“O fato de eu ter sido excluído da minha banda foi claramente… Acho que as pessoas podem ver, porque [o anúncio de que eu estava sendo demitido] foi assinado pessoalmente [por Mustaine]… Havia outros ressentimentos e outras coisas por trás disso. E acho que foi isso que ficou claro. E, novamente, fiz o possível para tentar consertar aquilo e consertar isso, mas ele não queria saber disso. Então, é o que é…”


Ele acrescentou: “Eu nem penso mais no Megadeth. Eu realmente não – eu não penso nisso. Essa coisa toda, para mim, está morta para mim, para ser honesto com você.”


Confira a entrevista na íntegra logo abaixo.


Dave Ellefson. Crédito: Reprodução/Facebook


0 comentário

Comments


bottom of page