top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Adam Lambert explica por que continua fazendo shows com o Queen

Cantor afirma que ama estar a serviço do legado criado por Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon: “traz alegria às pessoas”


Em 2009, Adam Lambert viu os rumos de sua carreira mudarem ao ingressar no “American Idol”. Ele não ficou em primeiro lugar no programa, sendo superado por Kris Allen, mas a divulgação fez com que Brian May (guitarra) e Roger Taylor (bateria) o convidassem para formar o projeto Queen + Adam Lambert.



Já faz mais de uma década que a parceria foi iniciada – e não há planos para interrompê-la. Em entrevista ao USA Today, transcrita pelo Rock Celebrities, o cantor afirmou que adora estar a serviço do legado criado por May, Taylor, Freddie Mercury (voz), e John Deacon (baixo).


“Brian e Roger são lendas do rock. Eles brilham quando as luzes se acendem, apresentam essas canções que incorporaram na cultura pop e aproveitam o legado que eles criaram. Eu amo estar a serviço disso. Eu amo ser capaz de tornar isso possível. É um verdadeiro prazer.”

Segundo Lambert, a conexão entre ele, Brian e Roger foi instantânea. O primeiro contato se deu quando os membros remanescentes do Queen foram chamados para uma participação na final do “American Idol”. Nessa ocasião, o cantor se apresentou junto dos futuros colegas primeira vez, interpretando a música “We Are the Champions”. Kris Allen, o concorrente de Adam Lambert, também estava presente.



A possibilidade de parceria ainda ficaria suspensa ao longo de 2010, já que, por contrato, Adam teve que participar de outra edição do “American Idol”. Só em 2011 os músicos se encontraram novamente, no show de uma premiação, e resolveram reeditar a dobradinha que havia feito sucesso dois anos antes.





“Foi depois do meu primeiro álbum, minha primeira turnê solo. Nos apresentamos juntos no palco do EMAs para a a MTV. Eles iam fazer um medley e queriam que eu cantasse. Falei: ‘claro, eu adoraria… quer dizer, vocês são o Queen, é uma grande honra’. Tive uma experiência incrível com eles e nos conectamos. Foi incrível.”


O duradouro Queen + Adam Lambert


Adam Lambert confessou que, no início, achou que a parceria não iria durar. No entanto, novas oportunidades foram surgido e ganhando força aos poucos.

“Fizemos nossa primeira turnê mundial, começando em 2014. Devo dizer que não achei que continuaria, mas foi uma trajetória incrível e ainda estamos fazendo isso e nos divertimos muito juntos. O público ama o show e isso é o que me faz continuar: a alegria que isso traz às pessoas. Você olha para fora e pensa: ‘estamos fazendo algo certo; as pessoas estão se divertindo’.”


Brian May sem interesse em músicas novas


A parceria deu tão certo que tempos atrás, Brian May e Roger Taylor se mostraram dispostos a criar novas músicas com Adam Lambert. Porém, a ideia pode ter sido abandonada.



Em entrevista de 2022 à Mojo, via Guitar Magazine, o baterista contou que a banda até começou a trabalhar em uma nova canção, embora ela soasse “negativa” para os padrões do Queen. No entanto, o guitarrista perdeu o interesse de repente.


De qualquer modo, Roger não descarta que a canção seja finalizada futuramente, assim como o surgimento de outras.

“Apesar dos problemas, era uma música muito boa. Talvez estivéssemos muito estressados com a vida na estrada naquele momento e não conseguimos chegar a um ponto em comum.”

Em outubro de 2020 a banda lançou o álbum ao vivo “Live Around the World”, contando com registros de 6 diferentes shows realizados entre 2014 e o ano em questão. O trabalho chegou ao topo da parada britânica, ganhando disco de prata – o equivalente à premiação de ouro em outros mercados.


Em fevereiro último, Adam Lambert disponibilizou o disco “High Drama”. Composto apenas por covers, o trabalho engloba diferentes estilos e épocas, com artistas que influenciaram o protagonista e outros que são colegas de geração. Há homenagens a Bonnie Tyler, Sia, Duran Duran, Billie Eilish, Tina Turner, Kings of Leon e Pink, entre outros.









0 comentário
bottom of page