top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Venda de CDs tem recuperação e caminha para crescimento em 2023



Parece que os CDs realmente estão voltando a ganhar força no mercado da música. De acordo com dados divulgados pela Billboard, este ano tem marcado um aumento nas vendas do formato.


Apesar dos CDs atualmente não serem o formato físico dominante, suas vendas em 2021 chamaram atenção. Como te falamos anteriormente, há dois anos, a venda do produto nos Estados Unidos registrou um recorde pela primeira vez desde 2004.


Segundo os dados, a comercialização do formato em 2021 subiu 6,3%, totalizando 40,59 milhões de unidades vendidas. Para efeito comparativo, em 2020, foram comercializadas 40,16 milhões de unidades.





Os números foram impulsionados pelos grandes lançamentos do Pop daquele ano, incluindo discos de Adele, Taylor Swift, BTS e Olivia Rodrigo.


Aumento da venda de CDs em 2023


De acordo com novos dados da Luminate, fornecidos pela Billboard, o mercado parece estar voltando a ser favorável para os CDs em 2023.


O portal relata que, nas primeiras 10 semanas deste ano, as vendas do formato ficaram um pouco à frente de 2022, subindo de 6,8 milhões para 6,9 milhões. Vale destacar que no ano passado o formato apresentou queda de 18% em relação a 2021, mas agora parece estar caminhando para crescer novamente.





Executivos apontam como motivos para essa recuperação os preços dos CDs, que são mais acessíveis do que os do vinil, que costumam ultrapassar o valor de US$30 (cerca de R$150) e também o fato de haver menos atrasos na produção.


Além disso, muitos artistas costumam vender os materiais como um item colecionável e, diferentemente dos discos de vinil, eles são mais fáceis de serem levados na estrada para serem vendidos nos shows.







0 comentário
bottom of page