top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Morte dos Mamonas Assassinas completa 27 anos; ex-namorada de Dinho faz homenagem


O acidente aéreo que provocou a morte de todos os integrantes da banda Mamonas Assassinas, em 1996, completou 27 anos nesta quinta-feira (2). A data motivou uma homenagem de Valéria Zopello, ex-namorada do vocalista, Dinho, no Instagram. "Saudade é resultado de amor", escreveu a fotógrafa.


No texto, em que faz uma longa reflexão sobre saudade, ela cita os diferentes tipos que existem: a que tem forma, textura, sabor e até trilha sonora.


"Há saudade que é pungente, mas há aquela que não se sente mais como uma ferida aberta, porém, sempre vai te pegar de surpresa. Vem ao seu encontro em uma tarde qualquer", compartilhou.



Valéria também fez questão de garantir que a saudade de Dinho é só dela e que ela não abrirá mão do sentimento enquanto viver. "Saudade é ter pra sempre, eternamente, o gostinho da alegria e de dias únicos e especiais ao lado de pessoas que não podem mais estar presentes", concluiu a fotógrafa.


ACIDENTE DOS MAMONAS ASSASSINAS


O acidente aéreo que acarretou a morte de todos os integrantes da banda Mamonas Assassinas aconteceu no dia 2 de março de 1996. A aeronave em que estava o grupo colidiu com a Serra da Cantareira, em São Paulo. Morreram dois tripulantes, todos os cinco integrantes da banda, o assistente e o segurança da banda.


Na época da tragédia, segundo o Gshow, Dinho e Valéria, que era modelo, pretendiam se casar e ter um filho. Atualmente, a fotógrafa é dona de um orquidário na Serra da Cantareira, na região onde aconteceu o acidente.



0 comentário
bottom of page