top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Metallica lança segundo clipe para “Too Far Gone?” com skatista brasileiro


Felipe Nunes e Metallica. Crédito: Joey Shigeo Muellner/Reprodução/Facebook


O Metallica lançou um segundo clipe para “Too Far Gone?”, do álbum 72 Seasons (2023). Nesta nova versão, participa o skatista brasileiro Felipe Nunes.


Segundo o site Wikimetal, no clipe, dirigido por Coan “Buddy” Nichols, gravações do skatista aparecerem entre trechos de um show do Metallica no MetLife Stadium em East Rutherford, New Jersey, no último 06 de agosto. Assista ao clipe no fim desta matéria.


Nunes chamou atenção da banda com sua história, que há um tempo tem inspirado pessoas ao redor do mundo. Quando tinha seis anos, sofreu um acidente enquanto brincava em uma linha de trem e perdeu as duas pernas.





Desde então o skatista participou das mais importantes competições do skate ao redor do mundo e chegou a ser eleito Skatista do Ano em premiação da Confederação Brasileira de Skate (CBSK). O brasileiro é considerado um dos grandes nomes do skate inclusive por Tony Hawk, ícone do esporte.


Em entrevista à Rolling Stone Brasil, o skatista refletiu sobre as imagens usadas no clipe: “No clipe, usamos várias imagens do meu arquivo pessoal, para realmente mostrar como fui evoluindo no skate com as manobras, mas tem muita imagem inédita em São Paulo, eu andando pelas ruas da cidade. Foi muito irado, foi uma sensação diferente em andar sabendo que seria pro clipe do Metallica.”


Nunes revelou que conversou com os integrantes do Metallica por chamada de vídeo e discutiu as semelhanças entre a letra da música e sua história. “A música representa ir além dos limites e fazer algo que é visto como impossível. Eles disseram que eu caberia perfeitamente no contexto e aconteceu da melhor forma. Acho que a ficha vai cair ano que vem, quando eu e Davison estivermos no palco deles em alguma turnê, pois eles nos convidaram.”





“Hoje em dia admiro muito mais eles, porque viram que a minha história pode inspirar mais pessoas no mundo todo. Eu perdi as duas pernas aos seis anos, mas não desisti do meu sonho de ser skatista, espero que mais pessoas possam acreditar que tudo é possível,” disse.









0 comentário
bottom of page