top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Marky Ramone explica Rio fora de turnê: “não gostei da última vez”



Durante último show em território carioca, em 2016, eterno baterista do Ramones abandonou o palco antes do fim.


Marky Ramone virá ao Brasil em outubro, junto de sua banda Marky Ramone’s Blitzkrieg, para cinco shows. Alguns fãs ficaram surpresos pela agenda do eterno baterista do Ramones, que incluiu apresentações em Porto Alegre, Curitiba, Londrina e São Paulo (duas datas), mas deixou o Rio de Janeiro de fora.




Na seção de comentários de uma postagem a respeito, um internauta resolveu questionar o músico sobre a ausência do território carioca na excursão. Ramone, então, respondeu o seguidor de maneira sincera, justificando o motivo:

“Não gostei quando fui da última vez [para o Rio de Janeiro].”

Um outro perfil também pediu pelo Rio no itinerário e recebeu um “não” do baterista. Provavelmente em razão das inúmeras solicitações por outras cidades brasileiras no giro, os comentários acabaram limitados na publicação.





Marky Ramone e Rio de Janeiro


O Rio de Janeiro esteve no roteiro da turnê mais recente de Marky Ramone pelo país, em 2016. Durante a apresentação no Imperator, o baterista, acompanhado de seu grupo, abandonou o palco antes do bis, excluindo cerca de sete músicas e realizando uma performance menor do que a convencional.



Na época, a produtora responsável pelo show, Grande Roubada, pronunciou-se nas redes sociais e atribuiu a atitude a “problemas pessoais”. Em publicação, afirmou:

“Pessoal, infelizmente por razões pessoais o Marky Ramone decidiu interromper o show sem aviso prévio, fugindo do padrão usual das suas ultimas apresentações. Nós da produção cumprimos com todas as exigências e cláusulas contratuais e todos os custos envolvidos na produção do evento foram previamente pagos por nós. Nossas obrigações para com o artista foram cumpridas, porém determinadas condutas do mesmo fogem do nosso controle, pedimos desculpas por quem, assim como nós, esperava mais dessa noite.”


Durante posterior entrevista ao jornal O Globo, Raoni Martins, um dos organizadores, supôs que o músico não gostou da reação do público presente e, por isso, não continuou a apresentação conforme prometido.

“O Marky e a banda saíram do palco e ficaram esperando alguma reação do público. Como não houve manifestação alguma, suspeito que eles também não tenham se sentido lá muito ‘queridos’ naquele momento. Depois de alguns minutos de espera, Marky foi para o camarim e o produtor dele nos disse que a banda não ia mais tocar.”

Marky Ramone’s Blitzkrieg no Brasil


  • 10 de outubro – Porto Alegre, Bar Opinião – Clique aqui para ingressos

  • 11 de outubro – Curitiba, Tork n’ Roll – Clique aqui para ingressos

  • 12 de outubro – São Paulo, Vibra (evento Meu Primeiro Show de Rock) – Clique aqui para ingressos

  • 14 de outubro – Londrina, CK Eventos – Clique aqui para ingressos

  • 15 de outubro – São Paulo, Carioca Club – Clique aqui para ingressos






0 comentário

Comments


bottom of page