top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Kiss: “quando meu álbum for lançado, fará Paul Stanley parecer um imbecil”, diz Ace Frehley


Photo: Tim Mosenfelder/Getty Images


Eu sei que muitos fãs gostariam de ver Ace Frehley subir no palco com o Kiss ao menos mais uma vez, antes da despedida da banda. Porém, a cada declaração emitida por algum dos lados, isto se torna mais improvável.


Depois da polêmica em que Ace prometeu revelar para a imprensa todos os segredos sórdidos de Paul e Gene caso Paul não se desculpasse por uma declaração, novamente, temos os dois lados se alfinetando (como sempre).


Às vésperas do lançamento de seu mais novo álbum de estúdio, Ace Frehley, concedeu uma nova entrevista ao programa ZackAttack da estação de rádio 93.5 FM MAX, de Indiana, EUA, e comentou o seguinte:

“Meu álbum está pronto e está sendo masterizado enquanto conversamos. E se tudo correr bem neste fim de semana, o álbum será entregue à gravadora na segunda-feira, 30 de outubro Acho que pode ser o melhor álbum que já fiz até agora. E é a primeira vez que co-escrevo a maioria das músicas com Steve Brown do Trixter. Ele é um ótimo compositor, eu sou um ótimo compositor, e juntamos nossas cabeças e as músicas ficaram duplamente boas. Ele também se harmoniza perfeitamente comigo. Eu nunca escrevi com muitas pessoas, a maioria das músicas eu escrevo sozinho. Posso receber uma ajudinha de alguém, mas este álbum é praticamente co-escrito por Steve e eu, quase todas as músicas são uma parceria. As músicas, as letras, as melodias, tudo é realmente poderoso.”

Reprodução/Youtube


Quando questionado se esperava que sua carreira fora do Kiss poderia ter uma longevidade tão grande, ele foi sucinto:

“Foi difícil no começo, mas agora ganhei bastante força. Na verdade, eu me lembro quando assinei pela primeira vez com a eOne Music, agora eles venderam a gravadora para o MNRK Music Group e ainda estou trabalhando com as mesmas pessoas, mas lembro que o cara que me fez assinar com a gravadora, ele me disse isso, antes do álbum de 2009, ‘Anomaly’, ele disse que muitas pessoas disseram a ele: ‘você nem vai conseguir que o disco fique pronto’.
Porque os fundadores do Kiss, Paul e Gene, praticamente, tentaram destruir minha credibilidade me chamando de bêbado, viciado em drogas e alguém que não é confiável. Mas se fosse esse o caso, como eu fiz cinco álbuns desde então? E tenho feito turnês constantes nos últimos 10 anos ou mais. Não faz nenhum sentido. Eles se contradizem o tempo todo. Agora eles estão me rebaixando e dizendo que se eu tocasse com eles na turnê de despedida, isso prejudicaria o desempenho deles. Paul disse no ‘The Howard Stern Show’, você poderia muito bem chamar a banda de Piss em vez de Kiss se eu subisse no palco com eles. Bem, quando meu álbum for lançado, fará Paul Stanley parecer um imbecil.”



0 comentário
bottom of page