top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Filho de Elis Regina considera comercial “um sucesso” e pensa em show com versão 3D da cantora



Foram poucos meses até os primeiros resultados da inteligência artificial em fotos e singelas ilustrações até o seu uso por alguns dos maiores artistas do planeta. Nesta quinta-feira (6), tivemos mais um passo nessa direção quando o filho de Elis Regina aprovou o uso de um “deepfake” da mãe em um comercial de TV.


Segundo o site Tenho Mais Discos Que Amigos, o produtor João Marcello Bôscoli comentou a propaganda que uniu sua irmã, a cantora Maria Rita, com uma versão IA da mãe cantando juntas o clássico “Como Nossos Pais”, 41 anos após a morte de Elis.



Em entrevista ao jornal O Globo, Bôscoli disse que ele próprio já vem utilizando ferramentas de inteligência artificial para restaurar o acervo deixado por uma das maiores vozes que o Brasil já teve.


Ele afirmou que respeita a opinião de quem não gostou do comercial, mas que considera “extremamente positiva” a utilização de novas tecnologias para trazer à tona a obra de Elis Regina:

A inteligência artificial é como um dia foi a televisão. Num primeiro momento, pode deixar a gente sem saber direito o que é, mas aos poucos vai entrando no nosso dia a dia, queiramos ou não. Tenho usado bastante a inteligência artificial na restauração do acervo de minha mãe, pegando fitas analógicas, e para isso esse recurso é extremamente útil. Não para substituir o trabalho humano, mas para fazer coisas que a gente não conseguiria fazer.





Elis Regina em comercial e “versão 3D” nos palcos


João Marcello Bôscoli disse ainda que não descarta a possibilidade de usar o deepfake – tecnologia de aprendizado que permite manipular vídeos e áudios – para levar uma Elis Regina em 3D para os palcos.


Vale lembrar que, no post em que anunciou a participação na propaganda da Volkswagen, Maria Rita também aprovou o uso de IA com a imagem de sua mãe, dizendo que “realizou um sonho”.






0 comentário
bottom of page