top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Documento sobre separação dos Beatles deve ser vendido por US$ 500 mil em leilão



O documento que liberou os Beatles de suas obrigações de gravação como banda foi colocado em leilão com um preço de venda esperado de até US$ 500.000.


Segundo o site Big Rock N’ Roll, o leilão está disponível no Gotta Have Rock and Roll até 30 de junho. Neste exato momento, um lance de $ 100.000 foi feito. Em última análise, estima-se que o documento alcance entre US $ 300.000 e US $ 500.000.





Datado de 29 de dezembro de 1974, após um atraso na obtenção da assinatura de John Lennon, o contrato oficializou a separação dos Beatles cinco anos depois de realmente ocorrer. É assinado por todos os quatro membros – duas vezes por Lennon e George Harrison, atuando como diretores da Apple Corps – e inclui cinco cláusulas em duas páginas de texto.


Confirmando a “dissolução da parceria”, a carta autenticada concedeu a Lennon, Harrison, Paul McCartney e Ringo Starr a liberdade de seguir suas carreiras solo única e individualmente, exigindo aprovação unânime para todos os assuntos relacionados às finanças dos Beatles.





Claro, a carta de dissolução de 1974 era apenas uma formalidade. Os Beatles efetivamente deixaram de existir em 1969, depois que Lennon saiu de uma reunião e disse a seus companheiros de banda: “Quero o divórcio”. A notícia tornou-se pública em abril de 1970, quando McCartney circulou materiais promocionais para seu primeiro álbum solo, incluindo uma curta sessão de perguntas e respostas na qual ele anunciou que estava deixando o grupo e não previa um renascimento da parceria de compositores Lennon-McCartney.


Foto: Gotta Have Rock and Roll




0 comentário

תגובות


bottom of page