top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Chino Moreno (Deftones) fala sobre parceria “inacreditável” com Robert Smith, do The Cure


Foto de Robert Smith via Shutterstock

 

 

Chino Moreno realizou o sonho de colaborar com um dos seus maiores ídolos musicais neste ano.


O líder do Deftones contou com a contribuição do lendário Robert Smith, frontman do The Cure, em uma das músicas do disco mais recente do seu projeto paralelo ††† (Crosses).


No segundo álbum de estúdio do grupo, Goodnight, God Bless, I Love U, Delete., disponibilizado em Outubro, Moreno se une ao músico britânico na faixa melancólica “Girls Float † Boys Cry”.


Em uma nova entrevista à revista Paste (via Louder Sound), Chino Moreno compartilhou sua admiração pelo talento de Robert Smith e tudo que o artista mostra ser capaz de fazer enquanto frontman do The Cure:

Se você ouvir The Cure desde o final dos anos 70, quando eles começaram, o som deles passou por muitos estágios. Robert pode fazer muitas coisas diferentes – musicalmente e com sua voz também – então não foi tipo, ‘Ah, eu não sabia disso sobre Robert’ até trabalhar com ele. Eu sinto que sempre estive ciente de seu alcance, 


Chino Moreno e a colaboração com Robert Smith


O líder do Deftones também explicou o motivo de ter convidado Smith para contribuir com a faixa “Girls Float † Boys Cry” em específico:

Com a música em que trabalhamos, ‘Girls Float † Boys Cry’, não foi tanto a música em si que me fez querer tê-lo lá. Eu sinto que há pequenas referências ao The Cure na música, mas não foi isso. Para mim, essa foi uma das músicas mais tristes de todo esse lote. Foi talvez há pouco mais de dois anos quando aquela base musical para ela foi criada pela primeira vez, e… não quero dizer que não estava em um bom lugar, mas estava apenas triste.Tudo o que eu digo naquela música é exatamente como eu estava me sentindo. E então isso meio que foi colocado em segundo plano. Quando a trouxemos de volta, eu tive que completar a letra e entrar e realmente cantar a música. Eu não estava no mesmo lugar – felizmente – mas foi um retrato tão grande daquela época que fui capaz de mergulhar naquele momento por um minuto e lembrar o que estava sentindo.Uma das minhas coisas favoritas sobre Robert Smith é sua capacidade de realmente transmitir a tristeza dentro de uma música. Acontece que eu me inclino muito para as coisas mais melancólicas do Cure, e as músicas mais tristes do Cure são algumas das minhas favoritas. Então pensei: ‘Se eu conseguir Robert, essa seria a música perfeita para ele participar’. Felizmente, ele atendeu. 

Ainda na mesma conversa, Moreno falou sobre se dar conta de que estava realizando um verdadeiro sonho ao trabalhar com uma de suas maiores inspirações na música:

Eu já tinha a letra quando enviei a música para ele, e ele me respondeu: ‘Eu adoraria fazer isso.’ Eu fiquei tipo, ‘Uau!’ Mesmo naquela época, isso não foi algo que eu processei. Eu conversei com ele ao longo dos anos sobre trabalharmos juntos em algo, mas, sabe, eu não tinha certeza se isso realmente iria acontecer – até ele enviar a gravação de volta com sua voz cantando essas palavras que eu escrevi. Foi quando realmente me ocorreu, tipo ‘Uau, isso é algo que eu não teria acreditado se você tivesse me contado há 20 anos’. 

Deftones e The Cure


A relação entre o Deftones e o The Cure vem sendo consolidada ao longo dos anos. Em 2004, a banda referência da cena de metal alternativo apresentou uma cover da canção “If Only Tonight We Could Sleep”, de 1987, durante o programa MTV Icon dedicado ao grupo britânico, como você pode ver aqui.


Além disso, Robert Smith ficou responsável pela versão remix da faixa “Teenager”, que integrou o disco de remixes de White Pony, intitulado Black Stallion e lançado em 2020. O líder do The Cure ainda escolheu a banda de Moreno para integrar o line-up do festival Meltdown, do qual ele foi curador em 2018.





0 comentário

Kommentare


bottom of page