top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Brian Johnson voltará a cantar ao vivo com AC/DC após 7 anos



0 cantor Brian Johnson, do AC/DC, mal pode esperar para detonar ao lado de seus velhos amigos no festival Power Trip deste ano. O AC/DC está entre as atrações principais de um line-up de roqueiros veteranos que subirão ao palco na Califórnia de 6 a 8 de outubro. Será o primeiro de Brian Johnson com o AC/DC desde 2016.

O adorado frontman perdeu os últimos shows devido à perda de audição. Axl Rose, do Guns N’Roses, substituiu-o há sete anos, e Johnson mal pode esperar para se encontrar com ele e seus outros amigos de algumas das maiores bandas do mundo.



“Decidimos fazer esse maravilhoso show que eles organizaram no deserto perto de Palm Springs, perto de Coachella”, disse o músico de 75 anos ao podcast Fuelling Around. “São todas bandas de rock’n’roll. É fantástico. Ozzy [Osbourne] está saindo da aposentadoria, então poderei ver meus velhos amigos novamente. Os garotos do Guns N’Roses, os garotos do Metallica e os garotos do Iron Maiden ― todos em um mesmo lugar. Nossa, que festa!”



O adorado vocalista de Newcastle costuma ser reservado ao falar sobre o futuro do AC/DC. Mas ele está muito mais feliz em falar de “Power Up”, o 17º álbum de estúdio da banda, e como a pandemia de coronavírus interrompeu o desejo deles de levar mais magia do metal às massas.




“Estou muito animado porque, há três anos, nos reunimos quando o álbum ‘Power Up’ foi lançado”, disse ele.

“Foi fantástico. Chegou ao primeiro lugar em 27 países. Estamos muito orgulhosos do álbum. Começamos a ensaiar em Amsterdã. Phil [Rudd] estava de volta na bateria. Eu tinha um novo aparelho auditiovo e foi tudo fantástico. Sinceramente, nunca ouvi a banda tão entrosada. Por três semanas, acho que tivemos apenas um dia de folga, porque queríamos estar juntos. Foi então que veio a pandemia a parou tudo.”

Johnson acrescentou: “Leva muito tempo para reunir uma banda como o AC/DC novamente. A maioria da equipe estava trabalhando com outras pessoas. Tentar reunir aqueles caras novamente foi difícil, mas estou com os dedos cruzados ― está tudo indo bem. A coisa mais importante de tudo isso é o entusiasmo que todos nós sentimos. As energias estão fluindo novamente.”







0 comentário

Comments


bottom of page