top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Biografia inédita do Rush no Brasil chega em edição de luxo para comemorar os 55 anos da banda



Segundo o site Big Rock N’ Roll, em agosto de 1968, na cidade de Toronto, nascia um dos maiores nomes do rock, o Rush. Para celebrar o aniversário de 55 anos da formação da banda, a editora Belas Letras lança em formato de pré-venda no próximo dia 8 de agosto, terça-feira, a biografia definitiva do Rush. O livro Rush Através das Décadas, escrito pelo jornalista Martin Popoff, abrange a carreira da banda nos anos 70, 80 e 90, com depoimentos inéditos de Geddy Lee, Neil Peart e Alex Lifeson.


A obra inédita no Brasil acompanha a carreira do trio em 1288 páginas, passando pelos atritos com a imprensa, tragédias pessoais e o sucesso mundial. A edição chega em dois formatos: em uma edição de luxo, no projeto mais ambicioso da editora desde o box The Beatles – Tune In, com um box no formato de case de instrumento com rodinhas em metal, livro capa dura com fitilho, verniz localizado, pack com três marcadores de páginas e cartela de adesivos para personalizar o box, e uma versão capa brochura para os fãs que quiserem a mesma qualidade de conteúdo por um preço menor.



No Canadá, a biografia foi lançada em 3 volumes separados, mas aqui chegará ao mercado em um único livro com todo o conteúdo.


O acesso de longa data de Popoff aos três membros de banda, Geddy Lee, Alex Lifeson e Neil Peart, e seus associados, continua a fornecer um tesouro fenomenal de insights e detalhes.” – Library Journal


Em Rush Através das Décadas, o jornalista Martin Popoff conta a trajetória dos embaixadores do rock no Canadá ao longo das décadas de 70, 80 e 90. O autor aborda o início de carreira, passando pela estreia autointitulada, seu impacto no contexto da cultura pop canadense e mundial, e o começo de sua guerra com os críticos que os reduziam ao título de “Led Zeppelin do Norte”.



Já a segunda parte do livro mostra a transição musical do Rush para uma sonoridade mais comercial, resultando em álbuns que se tornaram clássicos como Permanent Waves e Moving Pictures, além de abordar a relação do trio com a fama e a fortuna. Na década de 90 o autor percorre as turnês internacionais bem sucedidas, as tragédias pessoais que envolvem a perda da esposa e filha de Neil Peart, uma passagem antológica pelo Brasil e a surpreendente entrada para o Hall of Fame. Popoff reúne um vasto material de pesquisa que conta com extensas reflexões em primeira mão de Geddy Lee, Alex Lifeson e Neil Peart, além de contar com depoimentos de familiares, amigos, músicos e outras pessoas envolvidas na história do Rush. Com quase 1300 páginas, a obra é um retrato detalhado do legado de um dos maiores nomes da história da música.



A quantidade de detalhes é impressionante.” – Metal Rules




Os canadenses do Rush ficaram conhecidos desde o início pelas suas habilidades instrumentais e composições complexas. Ao longo dos anos, a banda foi tomando novos caminhos musicais e buscando influências em gêneros como o blues, hard rock e rock progressivo. O Rush teve seus membros reconhecidos como os melhores em seus respectivos instrumentos, ganhando diversos prêmios em veículos especializados e entrando para Canadian Music Hall of Fame em 1994.


Com álbuns clássicos como Moving Picture e turnês internacionais bem sucedidas, o Rush construiu seu legado e passou a ser considerada um dos grandes nomes do mundo da música. Em janeiro de 2018 o guitarrista Alex Lifeson anunciou que o Rush encerrava suas atividades. Os diversos problemas pessoais e de saúde do baterista Neil Peart foram um dos principais motivos para a banda acabar, já que para os outros membros não faria sentido continuar sem Neil Peart.



Sobre o autor:

Martin Popoff é um dos jornalistas mais famosos do mundo quando o assunto é heavy metal. O autor também já explorou outros gêneros musicais ao longo dos anos tendo coberto discos de Punk e New Wave em suas mais de 7.000 críticas. Já escreveu diversos livros sobre diversas bandas como Iron Maiden, Metallica, AC/DC, Rush entre outras. Ele também já trabalhou em documentários sobre o Rush e ZZ Top.


Maiores informações aqui.

Foto: Belas Letras





0 comentário
bottom of page