top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Após criticas a identidade de gênero envolvendo crianças, Alice Cooper perde contrato



Logo após o lendário Alice Cooper chamar a identidade de gênero de “uma moda passageira” e afirmar que o discurso em torno da comunidade trans “agora chegou ao ponto do absurdo”, a empresa Vampyre Cosmetics se manisfestou anunciando o distrato com o vocalista.


Segundo o site Mundo Metal, há aproximadamente duas semanas, Alice Cooper assinou um acordo comercial com a Vampyre Cosmetics, a qual comercializa maquiagens, cosméticos e cílios sombrios com tema gótico, porém, o contrato teve cancelamento por parte da empresa por causa de seus comentários em entrevista ao site Stereogum.



Portanto, a empresa se manisfestou dessa forma:


“À luz das recentes declarações de Alice Cooper, não faremos mais colaboração de maquiagem”
“Apoiamos todos os membros da comunidade LGBTQIA+ e acreditamos que todos deveriam ter acesso a cuidados de saúde. Todas as vendas pré-encomendadas serão reembolsadas.”


Ao propósito, na tal entrevista, sobre identidade de gênero envolvendo crianças, Cooper disse:

“Entendo que existem casos de transexuais, mas temo que também seja uma moda passageira. Acho errado quando você tem uma criança de seis anos que não tem ideia das coisas, Ela só quer brincar e você a confunde dizendo: ‘Sim, você é um menino, mas pode ser uma menina se quiser.’”


Em seguida, Cooper completou:

“Acho que isso é muito confuso para uma criança. É até confuso para um adolescente. Você ainda está tentando encontrar sua identidade, mas aqui estamos e tem essas coisas acontecendo, e pessoas dizendo: ‘Sim, mas você pode ser o que quiser. Você pode ser um gato se quiser.’ Quero dizer, se você se identifica como uma árvore… E eu digo: ‘Vamos lá! Em que mundo estamos? em um romance de Kurt Vonnegut?’ É tão absurdo e agora chegou realmente ao ponto do absurdo.”

Opinião do redator:

Só quem não acompanha a carreira e as declarações públicas do senhor Vincent Furnier, durante as últimas décadas, é que pode se surpreender, pois Cooper jamais abraça ou abraçou ideologias políticas ou se envolveu com partidos.


Quanto as questões de generos, devemos respeitar todas as decisões pacíficas de qualquer indivíduo que esteja apto a tomá-las, mas quando nos referimos a crianças, é fato que existe um tempo para que as ideias amadureçam e as decisões sejam racionais e concretas.


Induzir crianças a qualquer tipo de decisão que possa gerar arrependimentos futuros deve sempre ser considerada uma atitude criminosa.


Redação: Cristiano “Big Head” Ruiz





0 comentário

Kommentare


bottom of page