top of page
  • Foto do escritorLuan Radney

Angra lança o single “Tide of Changes”, com participação de Vanessa Moreno



O Angra disponibilizou nas plataformas digitais a música “Tide of Changes”. A faixa, que traz participação da cantora Vanessa Moreno, estará no novo álbum de estúdio “Cycles of Pain”, que chega em 3 de novembro pela Atomic Fire Records.


Em nota, a banda brasileira afirma que “Tide of Changes” apresenta um tema lírico profundo de resiliência perante as intempéries da vida. O guitarrista e compositor Rafael Bittencourt adiciona sobre o tema:

“Foi a primeira letra que escrevi para o álbum e retrata exatamente do que o título denuncia: as inúmeras marés de mudanças que contrariam nossas expectativas. Vivemos um momento de muita instabilidade e, enquanto nosso ego busca a zona de conforto e o controle, somos forçados a nos adaptar a essa impermanência, aprender a surfar nas ondas do destino flexibilizando nossos planos. O eu lírico de ‘Tide of Changes’ sofreu em diferentes momentos de sua vida ao ponto de se sentir esgotado e incapaz de reagir, mas foi no fundo do poço que encontrou forças para encarar suas sombras. Suas dores e frustrações o moldaram e fortaleceram, até o ponto que bateu no peito e disse, que venha a próxima onda de dificuldades, estou pronto! Quer arrancar mais um pedaço de mim, da minha coragem, da minha autoestima? Venha, que eu esperei por esse momento!”


Quanto à construção da música, o baixista Felipe Andreoli comenta:

“É uma música cheia de dinâmica e texturas diferentes, com um olhar para o futuro enquanto também acenamos para o passado, principalmente na seção intermediária. O Fabio fez um trabalho brilhante com as linhas vocais e fez uma performance muito inspirada. A introdução surgiu enquanto eu trabalhava em algumas harmonias, aí o Fabio entrou e a mágica aconteceu”.

Foi liberado ainda um clipe com direção de Leo Liberti (Dee Snider, Europe, Megadeth), que trabalhou com a banda anteriormente nos vídeos de “Black Widow’s Web” e “Ride Into the Storm”. Sobre “Tide of Changes”, ele comenta:

“O clipe é uma metáfora sobre a mudança. Uma mulher é levada a viver uma outra experiência, no caso, multidimensional. Ela sofre mutações – tanto físicas quanto espirituais – para conseguir explorar novos horizontes, ou seja, sua composição precisou ser alterada para viver novas realidades. Quando isso acontece, o mundo que ela habitava foi destruído. Essa é a maré da vida e esse balanço que ocorre no Macrocosmo é o mesmo que acontece dentro da gente, pois ‘o que está em cima é igual ao que está embaixo’.”

Confira a seguir.



Assista também ao videoclipe de “Ride Into the Storm”, outro single liberado anteriormente.



Décimo disco de estúdio da banda brasileira, “Cycles of Pain” contará ao todo com 12 faixas. Será o primeiro trabalho de inéditas a repetir uma formação desde “Aurora Consurgens” (2006). O grupo conta hoje com Fabio Lione (voz), Rafael Bittencourt (guitarra), Marcelo Barbosa (guitarra), Felipe Andreoli (baixo) e Bruno Valverde (bateria), a mesma configuração responsável pelo antecessor, “Ømni” (2018).


Dennis Ward (Helloween, Magnum, Firewind) ficou a cargo da mixagem e masterização. A capa foi feita por Erick Pasqua com layout de Jonathan Canuto. Entre os convidados do trabalho, também estão a cantora americana Amanda Somerville (em “Tears of Blood”) e os brasileiros Lenine (cantando em “Vida Seca”), Vanessa Moreno (com vocais em “Tide of Changes – Part II” e “Here in the Now”), e Juliana D’Agostini (no piano também em “Tears of Blood”). Há ainda as colaborações do guitarrista Kiko Loureiro (ex-membro, atual Megadeth) e de Fernanda Lira (Crypta) no que se descreve como uma faixa bônus japonesa e versão alternativa de uma das músicas do disco.


Em nota, Rafael Bittencourt comenta:

“Esse é um registro muito especial para nós por várias razões: primeiramente, muito se passou desde nosso último lançamento, em 2018. Nos últimos cinco anos vivemos muitas dores pessoais e coletivas, desafios, frustrações, glórias e sucesso, numa montanha-russa de emoções que viraram um caldeirão gigante de assuntos e inspirações. No ano de 2019 faleceu meu pai e, poucos meses após, o Andre Matos, que foi um impacto em minha vida. Conheço as dificuldades dos meus companheiros de banda também. A pandemia deixou marcas em todos nós, lidando diariamente com a sombra da doença e da morte. Portanto, esse é um álbum denso, de vivências e dores acumuladas. Acredito que este álbum fará a diferença na vida de muita gente e estabelecerá um novo padrão dentro do nosso estilo.”



Os DVDs


Além do novo álbum, o Angra deve disponibilizar dois registros ao vivo nos próximos tempos. Um deles contará com uma performance na íntegra de “Cycles of Pain” durante o cruzeiro 70000 Tons of Metal, que acontece entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro, partindo de Miami, Estados Unidos, em direção a Puerto Plata, República Dominicana – e regressando, obviamente.


O outro material é acústico. Um show marcado para acontecer no dia 12 de agosto, no teatro Ópera de Arame, reunirá os principais sucessos do grupo no formato, também sendo gravado para lançamento posterior.


Angra – “Cycles of Pain”


  1. Cyclus Doloris

  2. Ride Into the Storm

  3. Dead Man On Display

  4. Tide of Changes – Part I

  5. Tide of Changes – Part II (com Vanessa Moreno)

  6. Vida Seca (com Lenine)

  7. Gods of the World

  8. Cycles of Pain

  9. Faithless Sanctuary

  10. Here in the Now (com Vanessa Moreno)

  11. Generation Warriors

  12. Tears of Blood (com Amanda Somerville e Juliana D’Agostini)






0 comentário

Comments


bottom of page